jusbrasil.com.br
22 de Agosto de 2017
    Adicione tópicos

    Ferapi reúne artesanato, culinária e música

    Governo do Estado do Piauí
    há 9 anos

    Palestras, debates e exposição de produtos marcaram o segundo dia da V Feira Piauiense de Produtos da Reforma Agrária e Comunidades Quilombolas (Ferapi). Na Praça Pedro II foram montados os estandes em que as comunidades comercializaram seus produtos.

    Na exposição, o público tem oportunidade de conferir o artesanato da Comunidade dos Potes, de São João da Varjota. “Trouxemos uma média de 100 peças pequenas”, informa Maria Irene de Sousa, comentando que o grupo já participou de feiras em Brasília, mas é na BR em frente à comunidade que há o maior volume de vendas. De Caridade do Piauí, estão sendo mostrados sabonetes artesanais produzidos à base de aroeira, ameixa e jurema preta, além de xaropes.

    A culinária piauiense também está sendo exposta. Doces, biscoitos caseiros, paçoca de gergelim, castanha e os produtos agrícolas, como abóboras, macaxeira, batata, manga, caju são apenas algumas das espécies em exposição.

    O Projeto Olho D'Água, em Demerval Lobão, apresenta ao Piauí o artesanato em miniatura e Floriano trouxe para o seu estande os bordados e crochês. Quem também está presente na feira é a Comissão Pastoral da Terra, que está comercializando artesanato feito com filtro de café, cestarias e sabão. Já a Fundação da Paz está expondo cajuína feita no espaço.

    A Ferapi também é música e na noite desta quarta-feira, o grupo Ramami, de São Raimundo Nonato, presenteou o público com um show que mistura reggae e pop rock. Ramami é um movimento que luta pela conscientização e faz o público refletir sobre o cotidiano e insere os elementos da cultura popular nas letras das canções.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)